Início Mega Drive, sua história resumida

Mega Drive, sua história resumida

Mega Drive (メガドライブ, Mega Doraibu?), conhecido como Sega Genesis na América do Norte, é um console de video game de 16 bits da Sega que concorria diretamente com o Super Nintendo Entertainment System. O console fez grande sucesso na década de 1990, perdendo espaço após o surgimento e popularização da nova geração de consoles de 32 bits, como o PlayStation da Sony.

Dentre os jogos de maior sucesso desse sistema está a série Sonic the Hedgehog, a aventura de um veloz ouriço azul para salvar os animais de seu planeta. O jogo foi criado com o objetivo de mostrar a capacidade do console de processar informações rapidamente, e ainda cativar o público jovem, criando assim a Sega seu próprio mascote e maior símbolo. A velocidade do jogo tinha por objetivo mostrar a superioridade do processador do console em relação ao console de 16 bits da Nintendo.

No Brasil, o console ainda é produzido pela Tectoy, com novas versões. No exterior, de 2006 até o momento, 3 novos jogos para o console foram produzidos, sendo o mais famoso dentre eles o Pier Solar and the Great Architects.

O console consta com mais de 40 milhões de consoles vendidos.

Wikipedia

Mega Drive MODELOS

O modelo 1, os consoles a seguir foram os oficiais da SEGA e/ou licenciados pela mesma.

  • Mega Drive
    Mega Drive Japonês

O modelo 2, os consoles a seguir foram os oficiais da SEGA e/ou licenciados pela mesma.

  • Mega Drive
    Mega Drive Japonês

Genesis 3

Após o fim da produção do console em 1997, a Majesco lançou nos EUA a última versão do console sob a supervisão da SEGA no que tange o hardware do console. A placa-mãe do Genesis 3 foi desenvolvida pela SEGA e acabou sendo utilizada pela Majesco.

Mega Drive

Após este console, só houve lançamento licenciado do console através da AtGames no mundo inteiro, com exceção do Brasil, onde a marca ficou sob posse da Tectoy.

Nem a AtGames, nem a Tectoy receberam supervisão para com o hardware utilizado em seus clones licenciados, apenas o licenciamento do uso da marca.

ADD-ons

O console de 16-bit da SEGA teve uma boa miríade de ADD-ons, dispositivos que permitiam aumentar a capacidade do mesmo ou de trazer novas formas de jogatina.

Dos ADD-ons oficiais tivemos:

POWER BASE CONVERTER

mega drive

Acessório que permitia o console ser retrocompatível com o seu irmão mais velho, o Master System. Além da possibilidade de usar os cartuchos do sistema mais antigo, ainda poderia ser usado os jogos que vinham nos cartões para o Master System.

Alguns poucos jogos requeriam o uso do controle do Master System, confira a lista abaixo:

MEGA CD | SEGA CD

sega cd
Sega Genesis com um SEGA CD

Nomes diferentes para o mesmo ADD on. A versão japonesa se chamava Mega CD enquanto que a versão americana se chamava SEGA CD.

Este ADD on permitia que o Mega Drive, também conhecido como Sega Genesis nos EUA, que lesse CD, tecnologia do “futuro” na época.

Apesar do seu preço relativamente exorbitante, tanto este ADD on, quanto o TurboGrafx CD mostraram que o futuro estava nos CD’s. Esta mídia acabou sendo usada por boa parte dos consoles da geração seguinte.

SEGA 32X

Sega europeu com um Sega 32X e Mega CD 2 acoplados

O Sega 32X permitia que o Mega Drive fosse “transportado” para a geração seguinte. Mais cores, alguns canais de som a mais, novos efeitos e possibilidade de processar muito mais polígonos, o ADD on quase deu certo.

Por conta do desenvolvimento do Sega Saturno em paralelo a este ADD on, o SEGA 32X acabou sendo deixado de lado pela empresa alguns meses depois.

Muitos acham que o desenvolvimento do SEGA 32X é exclusivo da SEGA da América, onde, na verdade, tudo foi feito pela SEGA do Japão e nos momentos finais ficou a cargo da SEGA da América em lançar o ADD on primeiramente nos EUA enquanto que a SEGA do Japão se ocupava em lançar o Sega Saturno no Japão.